sexta-feira, 13 de junho de 2008

Bem me parecia porque não queriam um referendo



Pelos vistos, na Irlanda, o "não a Lisboa" (como se viu em muitos outdoors) teve mais influência do que a palavra de vários europeístas que viam com algum desprezo a importância do Referendo sobre o Tratado de Lisboa no país de James Joyce.

Afinal, parece que se surpreenderam.

"Segundo o que percebi, (a situação) não parece estar muito boa"
para o campo do 'sim', disse à AFP o ministro irlandês dos Assuntos Europeus, Dick Roche.

2 Comentários:

Às 7:26 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

ganhou o não.

 
Às 1:38 da manhã , Blogger Nuno Fernandes disse...

Pura e simplesmente, acho que foi um duro golpe nas aspirações de um Tratado.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial