terça-feira, 1 de julho de 2008

fotoCÓPIAS! IMPRESSORAS, papel, tinta, folhas e árvores...muitas árvores!


PELA VOSSA SAÚDE... E pela minha também... que já estou farto de pedir isto a toda a gente que encontro na reprografia... É o seguinte:
- PEÇAM PARA FOTOCOPIAR FRENTE E VERSO ! ! !

SABIAM QUE HÁ FOTOCOPIADORAS NA NOSSA FACULDAD
E QUE JÁ FIZERAM MAIS DE 3 MILHÕES DE CÓPIAS (num curto período de tempo)???
MULTIPLIQUEM ISTO PELO NÚMERO DE MÁQUINAS FOTOCOPIADORAS E ... Assustem-se.

SE TODAS TIVESSEM SIDO FEITAS EM FRENTE E VERSO
TERIAM-SE POUPADO 1,5 MILHÕES DE FOLHAS DE PAPEL POR CADA FOTOCOPIADORA ???

Alguém é capaz de me fazer a conta e saber a quan
tas destas:isto corresponde??? É incrível...

para os que dizem que gostam de escrever na parte de trás das folhas tenho uma mensagem:"há bons psicólogos por aí!" se esse argumento fizesse algum tipo de sentido havia edições de livros só com texto de um lado da folha... e o dobro do tamanho... é ridículo ver aqueles MONSTROS de folhas que se vê por aquela FLUL... MUITA COISA TÊM VOCÊS PARA ESCREVER No VERSO !!!

15 Comentários:

Às 12:08 da manhã , Blogger HugoDM disse...

acho que ainda não fazem PAPEL A PARTIR DE SOBREIROS...
MAS PRONTO... PERCEBEM A IDEIA. AQUELA É MAIS PARA AS ROLHAS...

E TAMBÉM tá em vias de estinção porque o alentejo está a ser invadido por oliveiras espanholas.
Daqui a 20 anos a zona do alqueva corre o risco de se tornar num deserto... tal como a margem sul.
Isto devido à quantidade de sal que fica depositada na terra pelos sistemas de rega artificial gota-a-gota. boas fotocópias!

 
Às 1:27 da tarde , Blogger Ribeiro de Andrade disse...

Enquanto houver professores a pedir trabalhos de dezenas de páginas em material "físico" (papel) não iremos longe...

 
Às 11:44 da tarde , Blogger HugoDM disse...

pois senhor ribeiro de andrade eu entendo os professores porque a mim também me custa um bocado ler atraves de um ecrãn... e se reparares os professores têem mandado fotocopiar muito menos coisas ultimamente...

 
Às 3:57 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

beu, beu, beu...

 
Às 4:43 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

A indústria do papel não contribui para a desflorestação. Eles já perceberam há muito tempo que é mais rentável criarem plantações especializadas para a produção de papel. Para além disso, o papel é reciclável. As indústrias agrícola e petrolífera são as que mais contribuem (de longe) para a desflorestação de áreas verdes.

O maior problema do papel é a energia que se gasta a criá-lo/reciclá-lo. Por isso tens razão, mas não por causa das coitadinhas das árvores. E nem isso vai ser um problema quando o pessoal deixar de ser mariquinhas e começar a aceitar energia nuclear.

E já agora, é "Vocês" e "têm".

 
Às 1:22 da tarde , Anonymous hugo disse...

deves ser da inapa, queres fazer publicidade no blog tens de pagar..

 
Às 3:43 da manhã , Blogger Ribeiro de Andrade disse...

portanto, tambem posso alegar que não gosto de ter de rodar uma folha como argumento contra?

 
Às 2:25 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Eu sou o anónimo das 4:43 da tarde...

Se repararem bem, eu não sou a favor do desperdício de papel. Apenas referi que o maior problema do papel não é o seu impacto na natureza.

 
Às 2:34 da tarde , Blogger HugoDM disse...

nao sei se percebi ribeiro..
Entao quando queres lêr um livro como fazes?
Pedes uma cópia especial à editora que só está impressa de um lado?

ao outro anónimo... isso é uma ideia que te venderam e que tu estás em pleno direito de querer acreditar nela, agora não penses que deténs a verdade... vai investigar e vê lá se as coisas são mesmo assim. Se tivesses uma empresa de fazer papel qual era o teu objectivo?

 
Às 9:59 da tarde , Blogger Ribeiro de Andrade disse...

de facto tens razão, mas em relação a isso, sou um grande adepto dos e-books.

 
Às 8:27 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Caro Hugo:

Se julga que tem tanta certeza do que diz, e é uma pessoa tão iluminada no que concerne às matérias do mundo, então porque é que vem pedir uma opinião em relação às consequências do aumento das populações humanas? Não pude resistir.

Continuando, acredito que tenha ouvido dizer que os malandros da indústria do papel cortam árvores e são uns mauzões num qualquer programa infantil dos princípios dos anos 90/finais dos anos 80, mas a realidade não é tão preto/branco quanto o senhor julga.

De facto, os senhores agricultores da amazónia cortam as árvores com algum valor comercial, como o mogno (que não é usado para fazer papel, porque é CARO) para vender, e as árvores que são baratas o suficiente para se fazer papel com elas são simplesmente queimadas, porque os senhores agricultores vão ganhar muito mais dinheiro a plantarem cana-de-açúcar (para a produção de alcóol para ser usado como combustível) ou outras plantas muito mais rentáveis que o pinho, ou até mesmo para a criação de gado. A realidade não é muito diferente noutros países.

Quando à indústria do papel, decerto que têm quadros de gestão espertinhos o suficientes para perceberem que plantações especiais que usem árvores ou plantas que sejam especialmente produtivas e rentáveis é muito melhor do que importar produto de qualidade potencialmente duvidosa vinda da América do Sul. Se o senhor Hugo quisesse abrir uma empresa especializada na venda de Abacates fatiados, iria à América do Sul procurar por Abacateiras no meio da floresta tropical, ou criaria uma plantação de alguns hectares apenas com abacateiras?

Agora se a indústria do papel corta árvores na Amazónia para fazer plantações de árvores para fazer papel... já não digo nada. ;)

Até forneceria fontes sublinhadas e a negrito, e com cores esfuziantes, mas isto é tudo facilmente verificável com um bocadinho de pesquisa. Até a wikipedia tem artigos com muitas fontes e muita boa informação sobre o assunto. Informação é sempre boa, consciencializar a malta é sempre bom, mas dizer-lhes para fazerem as coisas certas pelas razões erradas apenas perpetua um problema antigo, se bem que as consequências sejam menos devastadoras para o género humano! Mas como já dizia o outro... não lhes dês o peixe... ensina-os a pescar.

 
Às 2:07 da tarde , Anonymous Miguel Ribeiro disse...

Quanto ao post de Ribeiro de Andrade sobre os e-books:
http://www.sonystyle.com/webapp/wcs/stores/servlet/CategoryDisplay?catalogId=10551&storeId=10151&langId=-1&categoryId=8198552921644523779

Gasta pouquíssima bateria, pois só consome quando fazemos alguma operação, como mudar de página. Etc etc etc...
Pena o preço!

 
Às 10:46 da tarde , Blogger HugoDM disse...

eu nao expressei (ainda) a minha opiniao no outro post. Apenas tentei lançar um debate. Nem quanto às matérias que se passam na minha rua me considero iluminado, quanto mais às do mundo...

Nao respondendo a anónimos...
É obvio que a indústria do papel nao é uma desgraça total. Pelo simples facto que isso seria prejudicial para o seu negócio. Mas daí até pensar que sao amigos do ambiente vai uma grande distancia. E tentar convencer as pessoas que nao tem problema algum gastarem milhares de folhas de papel é, isso sim, um erro.
Temos de alterar muitos dos nossos hábitos, infelizmente, mas tem de ser. Para o bem de outros seres humanos. E da teoria à pratica vai uma grande distancia.
E nao me apetece discutir mais nada com um anónimo que ainda por cima tem um "tom" bastante desagradável.
abraços

 
Às 8:24 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Não gosto deste site filhos da mama

 
Às 8:26 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial