terça-feira, 2 de dezembro de 2008

União Europeia chega a acordo sobre redução de emissões de carros novos

A União Europeia chegou hoje a acordo para obrigar os fabricantes de automóveis a reduzirem as emissões de dióxido de carbono das suas viaturas novas a partir de 2012, sob pena de serem multados. O compromisso, que faz parte dos esforços europeus para combater as alterações climáticas, foi acordado após negociações que demoraram meses entre os 27 países da União, o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia.O acordo prevê obrigar os fabricantes a reduzirem as emissões para as 130 gramas por quilómetro no período 2012-2015, com penalizações progressivas em caso de incumprimento. Em 2005, as 159 gramas eram o objectivo. O acordo, pouco depois de ter sido alcançado, foi denunciado pelos Verdes no Parlamento Europeu e pela organização ambientalista Greenpeace como um recuo.A ideia original da Comissão Europeia de atingir as 130 gramas por quilómetro já em 2012 foi muito criticada pela indústria automóvel que atravessa uma grave crise, com reduções drásticas na venda e que têm obrigado a algumas paragens na produção. Assim, o objectivo final – menos ambicioso – passa para que 65 por cento dos veículos novos construídos em 2012 estejam em conformidade com os valores aprovados. Em 2013 pretende-se atingir os 75 por cento, até se chegar aos cem por cento.No entanto, este atraso de três anos nos objectivos iniciais será compensado com o propósito de em 2020 95 por cento dos carros novos emitirem apenas 95 gramas por quilómetro.Falta agora o aval por parte dos Estados e dos eurodeputados para a formalização do acordo. Contudo, de acordo com alguns negociadores citados pela AFP sabe-se que Itália e Alemanha foram os dois países que mais defenderam os seus interesses pessoais na indústria automóvel, ao longo das conversações.As sanções para os incumpridores serão também sucessivas e de acordo com o volume da sua frota. De momento prevê-se que o produtor tenha de pagar 95 euros por emissões superiores em três gramas ao estipulado, cinco euros se for superior em um, 15 em dois, e 25 em três.

fonte-01.12.2008 - 22h07 AFP, PÚBLICO

1 Comentários:

Às 11:55 da manhã , Anonymous hugo disse...

o meu fiat cinquecento com 14 anos está de acordo com todas estas normas!

será que mudar de carro ajuda o ambiente no geral ou apenas o ambiente de trabalho de determinada marca/país/economia ?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial