sexta-feira, 2 de julho de 2010

queres ir viver uns tempos no estrangeiro?

Olá!

Sou o Miguel. Escrevo-vos do Liechtenstein, onde faço SVE. É um projecto financiado pela UE, que assim promove o intercâmbio de jovens, não só na Europa, mas também na Ásia e América do Sul. A UE paga tudo: viagens, estadia, comida, curso de línguas...

Alpes; vista do Liechtenstein

Acabei o curso em EE o ano passado. Não queria fazer logo o mestrado; também não me sentia preparado para trabalhar. Quem fez erasmus sabe que não há nada melhor do que passar umas temporadas longe de Portugal.

Infos:
http://gaia.org.pt/sve

com o meu companheiro de casa

Espero que a informação seja útil!

Etiquetas: , , ,

9 Comentários:

Às 9:21 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Podiam era por o PALHAÇÂO DO DINIS NO ESTRANGEIRO!

ASS: CALOIRO QUE NÂO TEM MEDO!

 
Às 12:18 da tarde , Anonymous Vanessa disse...

Olá! Andei a pesquisar informações sobre o curso de Estudos Europeus na FLUL e vim aqui parar. E talvez possas/possam tirar uma dúvida (ou mais) a uma provável caloira do curso em questão :)

Eu tenho visto sempre este curso ligado à área da política, de relações internacionais, União Europeia... por aí. Mas no site da FLUL, no respectivo plano de estudos, tem indicação de 3 pré-especializações. E realmente a única pré-especialização que me agrada é Comunicação Intercultural, que não me parece que tenha alguma coisa a ver com as áreas que mencionei acima (o que seria óptimo para mim). Mas a verdade é que nunca vi ninguém fazer referência a estas três pré-especializações. Em que consistem, afinal? Aliás, existem mesmo (?)...? Quais são as saídas profissionais? Escolhe-se a pré-especialização logo no momento da matrícula, é?

Obrigada desde já!

 
Às 9:58 da tarde , Anonymous miguel disse...

olá Vanessa!

É no terceiro ano do curso que podes escolher as disciplinas que te apetecer, mesmo de outras faculdades. não és sequer obrigada a seguir uma pre-especialização. eu escolhi só disciplinas de linguas e cultura. claro que é dificil arranjar trabalho com um curso tão abrangente, por isso o melhor é sempre tirar a seguir um mestrado, de acordo com o emprego que queres.

 
Às 11:55 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

nao há emprego para o curso de estudos europeus...

 
Às 1:19 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

como em qualquer curso, há emprego para quem é bom...

 
Às 10:57 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

entao diz lá quem foi o bom que teve emprego?!

 
Às 3:48 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

se não se escondessem todos atrás do anonimato eu até vos dizia quem arranjou emprego. Do curso de 2007 há gente bem sucedida. A inveja e o ressabiamento só vos fica mal.

 
Às 3:39 da tarde , Anonymous miguel disse...

haverá certamente mais emprego para quem faz mestrado. este video "a escola mata a criatividade" diz porquê: http://www.youtube.com/watch?v=zDZFcDGpL4U

 
Às 12:27 da manhã , Blogger Miguel Figueiredo disse...

uma amiga minha tirou, depois de EE, uma pós graduação em ciências documentais e agora trabalha na biblioteca do parlamento europeu. se um deputado precisa de estudar um assunto, ela arranja-lhe a bibliografia, por exemplo. é um emprego porreiro :)

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial