quarta-feira, 30 de abril de 2008

Caros colegas membros do NESTEU

A todos vós envio a seguinte mensagem:

Não sei se é ou não tradição, mas desde há quatro anos a esta parte que vem sendo costume criticar-se as actividades realizadas na nossa faculdade. Assim, e como entendo que não é uma atitude correcta, quero desde já felicitar-vos pela brilhante iniciativa que promoveram relativamente aos dez anos da licenciatura em Estudos Europeus, mas também pela imagem positiva que quiseram transmitir do nosso curso, convidando não só pessoas de fora, mas também da própria Faculdade de Letras.

Infelizmente não tive hipótese de assistir à primeira conferência (09-04), mas devo dizer-vos que faço um balanço muito positivo das seguintes, nomeadamente da última. Apesar dos incidentes ocorridos, os quais não vou referir aqui, destaco de forma muito positiva a intervenção do Dr. Paulo Sande, não só pela qualidade do seu discurso, o qual nos é muito familiar, na medida em que é um tema que nós, alunos de Estudos Europeus já conhecemos profundamente, mas sobretudo pelo à vontade e gosto com que lidou face a uma plateia composta maioritariamente por estudantes. Tive, de facto, muita pena que a sua intervenção tenha sido «prejudicada» pelo atraso do outro orador presente, dado que acabámos por não poder colocar-lhe tantas questões como gostaríamos.

Finalmente envio também um grande agradecimento à nossa coordenadora – a Prof.ª Teresa Alves -, pela enorme dedicação com que abraçou esta causa, querendo sempre ampliar a visibilidade da licenciatura em Estudos Europeus e dos seus estudantes.

A todos vós muito obrigada (30 de Abril de 2008)
Marisa Carapinha

3 Comentários:

Às 1:42 da manhã , Anonymous Miguel Ribeiro disse...

Cara Marisa
Obrigado pela tua participação no blogue e pela tua opinião sobre as conferências. Fico muito contente que tenhas estado presente e que tenhas gostado. Um grande bem haja e até à próxima!

 
Às 6:33 da tarde , Anonymous hugo disse...

oi marisa,
ja sei que és uma grande fã do Dr.Paulo Sande.
Também gostei de o ouvir, nomeadamente quando falou da hipotética saída de portugal da UE.. Deve ter-se apercebido enquanto falava que iria ficar sem emprego... e isso é coisa que imagino nao passar nunca pelos nossos funcionários da UE :)

Esperamos por mais participaçoes tuas!

 
Às 6:46 da tarde , Anonymous Pedro Russo disse...

Cara Marisa

Obrigado por as tuas palavras de apoio. Espero que este seja o primeiro de muitos textos.

Um forte abraço!!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial